Preloader

Sociedade

A guerra dos alces: Canadá quer recuperar recorde "roubado" pela Noruega

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019
A guerra dos alces: Canadá quer recuperar recorde "roubado" pela Noruega

Esse é um verdadeiro duelo de gigantes. Durante mais de três décadas, com os seus 9,8 metros, a estátua do alce Mac the Moose, erguida na cidade canadense de Moose Jaw, foi considerada a mais alta do gênero no mundo. Mas o título mudou de dono em 2015, quando os noruegueses criaram Stor-Elgen, que é apenas 30 centímetros mais alta e pode ser vista em Stor-Elvdal, na rodovia entre Oslo e Trondheim. O Canadá nunca engoliu essa perda - e quer recuperar o trono "roubado" pela Noruega.

No último dia 15, moradores da cidade criaram uma campanha on-line para arrecadar recursos para a obra que, caso a campanha dê certo, devolverá a Mac the Moose o título perdido. Com bastante bom humor, os canadenses citam a criadora do cromado Stor-Elgen para atestar que a iniciativa norueguesa teria sido pura provocação. "A artista, Linda Bakke, disse que era importante que o cervo fosse maior que Mac the Moose e, abre aspas, 'ele [Stor-Elgen] vai ficar muito mais bonito que Mac the Moose'. Como ela ousa", diz um trecho do texto de apresentação da campanha.

O presidente da Câmara de Vereadores de Moose Jaw (ou, literalmente, maxilar de alce), Fraser Tolmie, disse à imprensa local que, para ele, essa é uma luta também de caráter pessoal, já que a estátua foi batizada com o nome do ex-vereador Les MacKenzie, tio-avô de sua mulher. "Há algumas coisas que não se deve fazer aos canadenses: não se põe água em nossa cerveja, não se diz que não podemos colocar xarope de bordo em nossas panquecas e não se mexe com Mac the Moose."

O nome da estátua Stor-Elgen vem de storelgen, ou "grande alce". Ao contrário da "rival" canadense, feita de aço e cimento, a norueguesa é de aço inoxidável. Mac the Moose pesa 9 toneladas e atrai turistas à cidade de Moose Jaw, na província de Saskatchewan, desde 1984. Em 2013, ela ganhou o prêmio de maior celebridade local. Para ela "crescer", a solução será aumentar o tamanho de suas armações.

Até o momento, a campanha de arrecadação de recursos tem ido bem. Nos primeiros nove dias, a iniciativa levantou 11,2 mil dólares canadenses. Boa parte das doações foi de gente que contribuiu com 5 dólares; a mais alta foi da Western Auto, uma concessionária de automóveis, que doou 2,5 mil dólares. A meta é chegar a 50 mil dólares canadenses. Se ela não for atingida, os criadores da campanha dizem que o dinheiro será usado para a manutenção da estátua.