Preloader

Escandinávia e Brasil

Fundo Amazônia: Noruega e Alemanha devem retomar conversas com o Brasil

segunda-feira, 1 de julho de 2019
Fundo Amazônia: Noruega e Alemanha devem retomar conversas com o Brasil

As representações diplomáticas da Noruega e da Alemanha devem voltar a se reunir nesta semana com o ministro brasileiro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, para discutir o destino do bilionário Fundo Amazônia, segundo o jornal Folha de S. Paulo. Noruegueses e alemães são os dois principais doadores do fundo, que é, por sua vez, a maior iniciativa internacional para a preservação da floresta.

Os dois países contestam mudanças que o governo brasileiro pretende fazer na gestão do fundo. Entre as propostas está a de diminuir de 24 para sete o número de conselheiros, o que deixaria o governo brasileiro com maioria na composição.

LEIA TAMBÉM:
Noruega refuta declaração do governo brasileiro sobre o Fundo Amazônia
Rede de supermercados sueca anuncia boicote a produtos brasileiros
Presença no Brasil do fundo soberano da Noruega é a mais baixa desde 2012

O imbróglio começou no último dia 17 de maio, quando Salles informou que o Brasil havia decidido pela revisão da gestão e de contratos do fundo. De acordo com o ministro brasileiro, a medida seria tomada após terem sido encontrados "indícios de irregularidades", como a contratação de projetos sem licitação.

As duas embaixadas já se posicionaram publicamente contra as mudanças. Segundo a Folha, o governo admite ceder, mas insiste em dar um caráter mais enxuto e “executivo” ao colegiado.

O Fundo Amazônia foi criado em 2008 para apoiar projetos de redução do desmatamento e incentivar o uso sustentável dos recursos naturais da região amazônica. A Noruega já colocou R$ 3 bilhões no fundo e a Alemanha, R$ 192 milhões. A contribuição brasileira soma apenas R$ 17 milhões.

(Foto: Neil Palmer Photography)