Preloader

Sociedade

Sonho de verão: conheça as ilhas paradisíacas - e sem carros - da Suécia

quinta-feira, 27 de junho de 2019
Sonho de verão: conheça as ilhas paradisíacas - e sem carros - da Suécia

Os suecos têm uma palavra para isso: smultronställe. O "lugar de morango silvestre" é um refúgio tranquilo, quase místico, em algum lugar escondido do resto do mundo - um ponto do planeta que parece que existe apenas para você. E esse termo pode muito bem ser utilizado para definir ilhas como as do arquipélago de Koster, a menos de três horas de carro e balsa a partir de Oslo ou Gotemburgo. Localizadas em uma reserva marinha protegida da costa oeste selvagem da Suécia, elas estão a anos-luz de distância do gelo que muitas vezes é visto como único sinônimo da Escandinávia.

A área ao redor da reserva é um dos locais mais biodiversos da Suécia, lar de 12 mil espécies diferentes. Trata-se de um lugar de ondas que se chocam com afloramentos rochosos, com florestas de pinheiros e delicadas orquídeas - que os suecos chamam de chaves da Virgem Maria - e um musgo conhecido como ouro dos duendes, que brilha em verde neon.

LEIA TAMBÉM:
Suécia cria o maior restaurante de comida natural (e gourmet) do mundo
Conheça Bergen, que acaba de ser eleita a cidade mais bonita da Noruega
Game of Thrones acabou, mas deixa legados - entre eles, a explosão do turismo na Islândia

Ovelhas, raposas e lebres estão por lá, e há também muito para agradar aos observadores de pássaros. Caiaque no fiorde é uma das melhores maneiras de apreciar a vida selvagem, especialmente quando as focas estão tomando sol na praia.

O que não há por lá são carros: as ilhas Koster do Norte e do Sul são essencialmente livres de automóveis. A do sul, a maior delas, tem cerca de três quilômetros quadrados de área e é um chamariz de trilheiros. Além disso, há bicicletas para alugar em dois dos três desembarques de balsas da ilha, como descreve o Travel and Leisure.

O passeio inclui a passagem pelas ruínas de um assentamento viking tardio, enseadas de praia protegidas por rosas silvestres e casas de fazenda perfeitas, terminando com uma subida até Valfjäll, o pico mais alto de Koster do Sul. O monte é modesto, com cerca de 50 metros de altura, mas, em dias claros, permite avistar até a Noruega.

Sim, a Escandinávia é gelada, em particular para os padrões brasileiros. Mas, no verão, é possível entender melhor por que os suecos, em particular, são também conhecidos pela paixão por atividades ao ar livre.

(Foto: Knut Ulriksson/Alamy)