Preloader

Sociedade

Suécia é um dos melhores países para imigrantes qualificados e Noruega, para universitários

segunda-feira, 3 de junho de 2019
Suécia é um dos melhores países para imigrantes qualificados e Noruega, para universitários

A Suécia é um dos países mais atrativos para imigrantes com boa qualificação profissional e a Noruega, por sua vez, é um dos melhores para estudantes universitários estrangeiros. A constatação aparece no estudo "Indicadores de Atratividade de Talento", elaborado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

A pesquisa apresenta três diferentes rankings: além da avaliação das condições oferecidas a estrangeiros qualificados e a universitários, uma terceira lista debruçou-se sobre a atratividade de empreendedores. A Suécia ficou em segundo lugar no ranking de atratividade de trabalhadores qualificados, sendo superada apenas poela Austrália. No ranking da atratividade de estudantes, a Noruega apareceu na segunda colocação, com a Suíça em primeiro (e a Finlândia em quarto).

LEIA TAMBÉM:
Em novo ranking, Dinamarca e Suécia aparecem entre os países mais competitivos do mundo
Escandinavos estão entre os países mais atrativos para talentos, diz pesquisa
Finlândia pode atrair 35 mil estrangeiros até 2023 para suprir demanda por mão de obra qualificada

Os escandinavos também figuraram entre os dez primeiros no ranking de atratividade de empreendedores. Dos países da região, apareceram nessa lista, pela ordem, Suécia (4º), Noruega (5º), Finlândia (8º) e Dinamarca (9º). Nos três rankings, a melhor colocação da Islândia foi a dos universitários, na qual o país ficou em 12º lugar.

Para elaborar as listas, a OCDE analisou itens como qualidade das oportunidades oferecidas aos profissionais, renda e impostos, perspectivas futuras, ambiente familiar, inclusão e qualidade de vida. O estudo também levou em conta o grau de dificuldade que os estrangeiros enfrentam para obter um visto ou uma permissão de residência. O levantamento foi feito com 35 dos 36 países que integram a entidade - a Lituânia, última nação a ingressar no bloco, ficou de fora.

A OCDE é um fórum que promove políticas públicas, realiza estudos e auxilia no desenvolvimento de seus membros. A organização inclui boa parte dos países mais desenvolvidos do mundo e alguns emergentes, como México, Chile e Turquia. O Brasil tem hoje o status de parceiro-chave da organização e pleiteia tornar-se membro pleno.