Preloader

Sociedade

Apple briga com partido político norueguês por uso de maçã em logomarca

domingo, 10 de março de 2019
Apple briga com partido político norueguês por uso de maçã em logomarca

Em um movimento bastante raro, a Apple foi à Justiça contestar a decisão de um partido político norueguês de registrar uma logomarca. A alegação da gigante de tecnologia é que a logo da legenda lembra a da empresa. O Fremskrittspartiet (ou Partido do Progresso) registrou a marca em novembro, e a contestação, divulgada na semana passada pelo site MacRumors, ocorreu no dia 26 de fevereiro.

LEIA TAMBÉM:
Aqui, não: Apple ficou "furiosa" depois de Estocolmo rejeitar uma loja no parque mais amado da cidade
Escandinavos brilham em ranking global de percepção da corrupção
Parlamento sueco define primeiro-ministro após quatro meses "sem governo". Como é possível?
The Economist: dos oito países mais democráticos do mundo, cinco são escandinavos

Na reclamação apresentada ao Escritório de Propriedade Industrial da Noruega, a Apple diz que a marca do partido poderia ser confundida com versões anteriores de sua identidade visual. No desenho da marca do FrP, a letra "F" cortada aparece centralizada na fruta que também acompanha uma folha verde. Ao contrário do que é visto na logo da Apple, a maçã não está mordida. 

Não é comum que a Apple entre em discussões que envolvem logos, mas é possível que ela queira refutar qualquer associação com o FrP, partido de direita conhecido por defender políticas anti-imigração. A empresa ainda pretende reunir uma série de documentos para fortalecer seu argumento. O FrP, por sua vez, tem até o dia 28 de março para apresentar uma objeção. O partido pretendia usar o logo em materiais impressos, roupas e brinquedos, mas há anos a marca já aparece em espaços oficiais, como site e redes sociais.

A Apple tem a seu lado a legislação de marcas comerciais da Noruega, que proíbe logos que se "assemelham ou incorporam elementos de marcas bem-sucedidas e estabelecidas". Liderado por Siv Jensen (foto), atual ministra das Finanças da Noruega, o Fremskrittspartiet integra a coalizão encabeçada pela primeira-ministra Erna Solberg, do Partido Conversador, de centro-direita, que governa o país desde 2013.