Preloader

Meio Ambiente e Sustentabilidade

Finlândia vai abolir o uso de carvão mineral na geração de energia

quarta-feira, 6 de março de 2019
Finlândia vai abolir o uso de carvão mineral na geração de energia

Em mais um movimento para reduzir a emissão de poluentes, a Finlândia decidiu abolir de vez o uso de carvão mineral como fonte de energia. A proposta do governo foi aprovada pelo parlamento finlandês no último dia 27. A proibição valerá a partir do dia 1º de maio de 2029.

Com a decisão, as usinas de carvão controladas pela Fortum e outras empresas de geração de energia terão que interromper as operações, embora os planos incluam compensações a serem oferecidas ao setor, disse à agência Reuters Lauri Tenhunen, consultor sênior do comitê de comércio do Parlamento finlandês, que redigiu a nova lei. Segundo ele, a partir do início da proibição, o carvão mineral só será usado em situações de emergência.

LEIA TAMBÉM:
Noruega elege novo inimigo na luta contra mudanças climáticas: as balsas a diesel
Na luta contra mudanças climáticas, Dinamarca compra carros velhos para tirá-los das ruas
Finlândia está perto de concluir um inédito "depósito eterno" para lixo nuclear
Com reciclagem e incineração, apenas 1% do lixo finlandês vai para aterros

Nos primeiros nove meses de 2018, o carvão representou 8% do consumo total de energia da Finlândia, de acordo com dados da Tilastokeskus, a agência oficial de estatísticas do país. Isso significa que o fim do uso do mineral não chegará a comprometer a geração de energia no país, embora não diminua o impacto - tanto prático quanto simbólico - da medida. 

A Finlândia já ensaiava o fim do uso do carvão havia algum tempo. Em 2017, o país foi um dos fundadores da Powering Past Coal, uma aliança entre países, cidades, províncias e organizações criada para acelerar o fim do consumo do mineral. Na época, o Ministério de Assuntos Econômicos e Emprego finlandês disse que pretendia eliminar o carvão do ciclo de geração de energia até 2030. 

Associada a riscos para a saúde humana, queima de carvão mineral em usinas térmicas é uma das grandes responsáveis pelos gases de efeito estufa no mundo. Segundo a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês), 25% dos gases que formam o efeito estufa são gerados pelo setor energético. Os poluentes são liberados na atmosfera a partir da queima de combustíveis como carvão, petróleo e gás natural.