Preloader

Escandinávia e Brasil

Ao comprar a Climatempo, norueguesa StormGeo vira a maior empresa de meteorologia do Brasil

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
Ao comprar a Climatempo, norueguesa StormGeo vira a maior empresa de meteorologia do Brasil

A maior empresa de meteorologia do Brasil agora é norueguesa. Na última segunda-feira, a Climatempo, líder do setor no país, anunciou o acordo de venda de seu controle para a StormGeo, que ficou com 51% da companhia brasileira. Os norugueses também adquiriram 30% da TV Climatempo.

LEIA TAMBÉM:
Três de cada quatro empresas suecas devem ampliar operações no Brasil nos próximos três anos
- Norwegian deve voar entre Londres e Rio de Janeiro a partir de março de 2019

"A transação completa a transformação da Climatempo que, nos últimos anos, expandiu seu foco para o consumidor final em vários segmentos, apostando na inovação e em tecnologia. Unindo-se à StormGeo, a Climatempo ganha acesso a novos produtos e sistemas que irão fortalecer ainda mais suas competências e alcance, incluindo serviços e soluções focados nos setores de energia e energia renovável", disse a Climatempo em nota.

O acordo dá mais musculatura aos noruegueses não apenas no Brasil, mas em todo o mercado latino-americano. "A parceria com a Climatempo nos permite ampliar substancialmente nossa posição competitiva no Brasil e na América Latina. Como oitava maior economia do mundo, o país oferece excelentes oportunidades de crescimento em uma variedade de setores industriais, em particular na agricultura e na energia", disse, em comunicado, Per-Olof Schroeder, CEO da StormGeo. "Estamos particularmente entusiasmados com o Agroclima PRO da Climatempo, que oferece apoio personalizado à decisão dos agricultores, um serviço pioneiro no mercado brasileiro." 

O valor do negócio não foi divulgado. Carlos Magno do Nascimento, presidente do Grupo Climatempo, fundado por ele em 1988, permanecerá no comando da empresa como CEO. A StormGeo, fundada em 1997, está presente em 16 países.