Preloader

Sociedade

O lendário "inverno do fim do mundo" escandinavo pode mesmo ter acontecido, dizem cientistas

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019
O lendário "inverno do fim do mundo" escandinavo pode mesmo ter acontecido, dizem cientistas

Na mitologia nórdica, Fimbulwinter é um inverno longo e rigoroso que antecede o chamado Ragnarök, ou fim do mundo, quando toda a vida na Terra é extinta. Pois talvez não se trate apenas de lenda: cientistas escandinavos estão cada vez mais convencidos de que esse frio apocalíptico de fato aconteceu.

Nos últimos anos, pesquisadores noruegueses e suecos encontraram várias evidências de um desastre que atingiu o mundo e a região há cerca de 1.500 anos, de acordo com o site Forskning. As descobertas indicam que a narrativa mitológica pode estar relacionada aos eventos climáticos extremos registrados entre os anos 535-536, que resultaram em uma queda vertigionosa das temperaturas no norte da Europa. Estima-se que metade da população que vivia onde hoje ficam Noruega e Suécia, os dois locais mais atingidos, tenha morrido.

As descobertas recentes têm reforçado essa suposição, mas a teoria é antiga. Segundo o site The Nordic Page, em 1910, o geógrafo sueco Rutger Sernander lançou a suposição de que o Fimbulwinter pode ter sido um evento real. Sua hipótese era de que a catástrofe climática teria ocorrido em um intervalo entre 2.000 e 2.500 anos atrás. No entanto, os arqueólogos não encontraram nenhuma evidência para sustentar a teoria de Sernander.

As novas pesquisas sobre o "inverno do fim do mundo" começaram em 1983 com a NASA. Richard Stothers e Michael Rampino, dois pesquisadores da agência espacial americana, publicaram um estudo sobre as erupções vulcânicas conhecidas no passado. A maior parte da pesquisa foi baseada em núcleos de gelo recolhidos pela antiga camada de gelo na Groenlândia. A partir dessas descobertas, arqueólogos concluíram que algo muito dramático poderia ter ocorrido no ano 536.

O professor Bo Gräslund, da Universidade de Uppsala, na Suécia, foi o primeiro a sugerir que o inverno Fimbulwinter foi um evento real, ocorrido após 536. Ele também apontou que não apenas os invernos foram rigorosos, com muita neve, mas que por vários anos o verão simplesmente não ocorreu.

Essa hipótese está em linha com o que diz a mitologia, segundo a qual o Fimbulwinter tem três invernos sucessivos, com neve chegando de todas as direções, sem nenhum verão nesse intervalo. Na sequência, incontáveis guerras anunciam o fim do mundo.